Uma reflexão sobre a partilha de fotos acompanhada de um Sunset Smoothie

Nada melhor do que acompanhar uma reflexão com um smoothie bem confortante, fresco e veranil. Muitas vezes é ao lanche que reflito acerca de muitos assuntos, quando faço a minha pausa do trabalho e consigo uns momentos de tranquilidade.

Muito se tem falado acerca da partilha de fotografias dos nossos filhos no mundo online. Dos perigos que isso representa, mas da forma como se faz já pouca gente fala. Já há muito tempo que andava para fazer um post acerca disto, mas por qualquer outro motivo este assunto passava para trás e foi ficando “esquecido”.

Como mãe e blogger este assunto é muitas vezes reflectido e conversado com o meu marido. Há muita coisa que vou partilhando e, para quem percebe pouco do assunto, há quem ache que eu partilhe demasiado e que “exponha” as minhas filhas. E essa é a questão: a exposição!

Então aqui vai a minha opinião, que vale o que vale, mas é a minha e como irão perceber é algo reflectida, pensada e ponderada.

Para mim, os reais perigos da internet são:

• Colocar fotografias dos nossos filhos com o uniforme da escola.
Este é talvez um dos maiores perigos e que muita gente não está sensibilizada para o perigo real que uma simples fotografia poderá trazer. Ao mostrar a farda da escola estamos a indicar onde o nosso filho estuda e ninguém, a não ser as pessoas mais próximas precisam de saber, certo?

• Colocar geolocalização em tempo real nas fotografias, estados ou no blogue.
Muitas pessoas têm o GPS ligado no telemóvel sem sequer saberem que está a activo. Ao postarem uma foto na internet fica automático o local onde estão. Tenham cuidado, vejam ou peçam a alguém que saiba (se não souberem) para desactivar essa função.

• Colocar a morada de casa, da escola, dos locais habituais onde vão.
Mais uma vez, é muito importante que não se saiba publicamente a nossa morada e a nossa rotina. Não sabemos quem nos lê…

• Fotografias dos vossos filhos nus ou semi-nus.
Aqui já entramos no caminho do bom-senso. Não quero ser moralista e muito menos definir o que é o nu ou semi-nu. No meu caso pessoal eu nunca poria uma foto das minhas filhas em que sentisse que elas poderiam ser “apreciadas” de outra forma…

• Fotografias que envergonhem os vossos filhos.
Mais uma vez este é um campo sensível. Eu já vi fotos de bebés/crianças no pote, ou a dormirem e a babarem-se, ou a fazer uma careta muito esquisita. Pensem que todos nós temos aquela fotografia a fazer uma graçola mas que não queremos que toda a gente veja. Certo?


• Indicação que estão de férias, quando vão e quando voltam.
Acho que este ponto é óbvio. Mas é tão comum ver-se online no facebook ou no instagram esta situação. E podem achar que eu o faço… mas não. Nunca digo onde estou em tempo real, nunca digo se estou de férias, ou não. Só o digo quando volto. 😉

• Colocar fotografias de outras crianças e/ou outras pessoas sem autorização dos mesmos.
Acho que este ponto não precisa de qualquer explicação. Para mim é óbvio que o respeito pelos outros é fundamental em tudo na vida.

Agora há muita gente a falar da exposição das caras e dos “roubos” das fotografias dos nossos filhos. Inclusive anda por aí uma campanha da PSP. Eu, confesso, acho um pouco exagerado. Claro que cada um faz o que bem entender e eu respeito imenso quem ache que não deva colocar uma fotografia sequer online dos seus filhos. Mas não me venham dizer que eu ao colocar uma fotografia das minhas filhas estou a expô-las a perigos inacreditáveis, que elas vão fazer parte de uma rede de dados de pedofilia ou que por serem bonitas vou ter montes de pedófilos atrás delas. Haja bom senso. Sempre houve fotografias de bebés e crianças por todo o lado. Antes da internet haviam as revistas, os livros, os jornais. Todos eles tinham e têm fotografias de crianças. E o que mais me incomoda é que muita gente que defende que é um horror colocar fotografias dos filhos na internet, são algumas delas, capazes de me perguntar porque é que eu não coloco a minha filha numa agência de modelos! Bem… nem tenho palavras.

Já há muito queria falar deste tema e em conversa com vários amigos cheguei à conclusão que muita gente desconhece os grandes perigos da internet. Espero ter-vos ajudado. Eu, pelo menos, sinto que estou mais leve… já queria ter desabafado isto há muito! 😉

Se estiverem a ler isto durante o lanche, façam este smoothie! É maravilhoso, nada como brindar ao ver um por-do-sol 🙂 eheh

• Sunset Smoothie •

Ingredientes:


1 manga
11 framboesas
Sumo de 1 laranja
1 iogurte grego
Raspas da laranja
Um fio de maple syrup

Preparação:


Junte 10 framboesas, o sumo da laranja e o iogurte e bata. Coloque num copo alto.
Reduza a manga em puré. E coloque no copo.
Decore com a framboesa e as raspas da laranja.
Uma reflexão sobre a partilha de fotos acompanhada de um Sunset Smoothie Comentários
  1. É, sem dúvida,uma bela forma de reflectir! Compreendo a tua perspectiva em relação às fotos de família e partilho da mesma opinião. Fizeste-me também reflectir acerca do assunto em alguns pontos que não tenho tanto cuidado…
    O teu smoothie tem um aspecto delicioso e bastante apelativo! Adorei…
    um beijinho

  2. É um assunto que nunca me deixa à vontade, ou seja não tenho uma opinião definida…
    Há cuidados que tenho, mas isto é como tudo, há sempre dúvidas…
    Vamos tentando fazer o melhor, o importante é isso mesmo…
    Esse smoothie…hummm…

  3. Bom dia, peço perdão à "Mulher de dotes e talentos deliciosos de culinária", mas considero a melhor receita de "smoothie", a sua mensagem a ler nas linhas … e entrelinhas, de uma actualidade e sensibilidade que não querendo, nem pretendendo ser alarmista, é sem dúvida de quem vive num Mundo que deseja mais são e mais solidário. Bem haja! Atentamente, pedroCarmoReis.

  4. Perfeito! Espelha tal e qual a forma como penso que nos devemos comportar na Internet e em relação aos nossos filhos, até porque muitas vezes nos esquecemos que basta que eles andem na rua, para que os possam fotografar e "entrar" nas listas de pedofilia. Muito bom, obrigada! Vou partilhar!
    Sandra

  5. Maria João, num mundo em que os perigos espreitam por detrás de cada porta, e em especial e infelizmente atrás da portas de cada casa, a partilha de imagens das nossas crianças é um tema deveras sensível
    por muitas sugestões e boas intenções partilhadas, acho que o bem senso deve sempre imperar
    subscrevo TODAS as sugestões que partilhas mas creio que há uma que não devemos deixar de seguir: ENSINAR OS NOSSOS FILHOS A PARTILHAR AS PRÓPRIAS IMAGENS!
    talvez ainda não tenhas tido necessidade de refletir sobre a questão, mas, mais além da preocupação sobre o conteúdo das nossas imagens dos nossos filhos, o perigo real está nas imagens que os nossos filhos produzem e partilham 🙁
    quanto à geolocalização, é uma espada de 2 gumes: por um lado identifica a localização, por outro lado localiza a posição….é seguro? ou é seguro? eu creio na segurança, como acredito que o melhor controlo parental não é uma aplicação da app store mas é a confiança e o diálogo
    obrigada por me fazeres refletir sobre o tema e agora vou experimentar o smoothie 🙂

  6. Este smoothie ficou fantástico.
    Na minha modesta opinião, cada um é livre de fazer o que bem entender, quanto às fotos que coloca quer no blog, quer no face,…sejam elas dos filhos, do marido, ou da casa,….uma coisa é certa: eu como blogger, jamais colocarei alguma foto do meu marido ou da minha filha. A nossa vida privada, não é para ser exposta, mas cada um é livre de fazer o que entender,…não achas?
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    http://strawberrycandymoreira.blogspot.pt/
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Nome *