Creme de ervilhas e um fim-de-semana atribulado

Há momentos da vida em que temos de tomar decisões. Muitas vezes as nossas decisões podem afectar os outros, mas quando surgem condicionantes que nos deixam sem outra saída temos mesmo que as tomar. É assim a vida, é feita de escolhas e de momentos destes.

Sempre fui uma pessoa de seguir em frente e quando dou a minha palavra cumpro-a. Honestamente não me recordo de falhar um compromisso. Mesmo, enquanto professora, são raras as vezes que falto às aulas. Mas desta vez não tenho hipótese. Por motivos mais fortes que eu, não poderei ir a Proença-a-Nova. Não é nada de muito grave, mas realmente é algo que me impede de ir. São motivos pessoais e familiares que surgiram e que me deixaram com o coração na mão por ter de cancelar a minha ida e pelo convite tão amável da Câmara de Proença-a-Nova.

Claro, que não iria cancelar sem arranjar uma solução. Não iria de todo ao encontro do que a minha consciência e valores me permitem. E, confesso-vos, estou super feliz com a solução encontrada, pois a minha querida amiga Vera Ferraz do Hoje para Jantar, vai-me substituir. Tenho a certeza absoluta de que ela fará um trabalho fenomenal. E acredito piamente que a Câmara estará super bem servida com a querida e amável Vera.

E para me aquecer a alma, e acalmar os nervos que assolaram estes dois últimos de dias de decisões difíceis e resoluções não muito simples, resolvi fazer um creme de ervilhas e courgette. Esta é daquelas sopas que me confortam, super cremosa e cheia de sabor.

Creme de ervilhas e courgette

Ingredientes:

300g de ervilhas (podem ser congeladas)
1 courgette grande
2 cebolas
2 dentes de alho
Azeite extra virgem
Natas azedas
Coentros frescos
Croutons de alho
Sal q.b.

Preparação:

Num tacinho coloque os alhos picados, 1/2 cebola picada e um fio de azeite. Deixe refogar até o alho estalara. Coloque a courgette previamente lavada, partida às rodelas, o resto das cebolas e as ervilhas. Envolva bem, até os legumes começarem a libertar líquido. Acrescente água, mais ou menos até cobrir metade dos legumes. Deixe cozer os legumes em lume médio durante, sensivelmente, 20 minutos. Quando estiverem bem cozidos, com a ajuda de uma varinha mágica, reduza tudo a um puré.

No final, coe bem o creme. As ervilhas por mais bem moídas que estejam ficam sempre as peles, que não são nada agradáveis de se comer.

Depois de servir o creme, coloque uma colher de sobremesa de natas azedas, coentros frescos picados, os croutons de alho e um fio de azeite.

Para acompanhar a sopa, numas tostinhas coloquei requeijão com sal e pimenta e tomilho-limão, regados com um fio de azeite. É um belo petisco e uma óptima sugestão para domingo à noite.

Creme de ervilhas e um fim-de-semana atribulado Comentários
  1. Nem sempre conseguimos cumprir… mas isso é só porque somos mães, profissionais, bloggers, "médicas", "resolves tudo", etc.
    Adorei o creme e essas tostas que estão a acompanhar também me parecem muitooooo boas 🙂
    Grande beijinho

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Nome *