Gambas com mel

Lembram-se de uma receita que fiz já algumas vezes que são as coxinhas de frango com mel? Pois bem, desta vez resolvi fazer as gambas com mel. E estou bastante indecisa, não sei bem qual gosto mais, eheh.
Esta receita está ligeiramente diferente da das coxinhas, mudei alguns molhos e ficaram divinais.
O molho mirin que aqui está não é propriamente fácil de encontrar e peço-vos desculpa por isso, mas às vezes acreditem que faz sentido ir à procura de ingredientes diferentes do costume, do usual. Ajuda-nos a diversificar os nossos paladares e a testar mais os nossos limites. Estes molhos comprei na Casa Chinesa do Porto. Se forem de Lisboa encontrarão, de certeza, no Martim Moniz.

Gambas com mel 
Ingredientes:

2 colheres de sopa de mel
2 colheres de sopa de molho de soja
2 colheres de sopa de molho mirin
2 colheres de sopa de ketchup
2 colheres de sopa de molho teryaki
30 gambas
2 colheres de sopa de sementes de sésamo pretas

Preparação:

Numa taça colocar o mel, o molho de soja, o molho mirin, o ketchup, o molho teryaki e bater bem com uma vara de arames.
Coloque as gambas numa terrina e deite o preparado por cima e deixe a marinar pelo menos 2 horas, mas fica ainda mais saboroso se deixar de um dia para o outro. Enquanto as gambas marinam vá virando-as, pelo menos umas 3 vezes.
Pré-aqueça o forno a 180ºC. Cubra um tabuleiro do forno com papel vegetal e coloque as gambas.

Deixe assar durante 25 minutos, ou até que as gambas estejam bem douradas. Dê a volta às gambas e unte com o molho 2 ou 3 vezes com um pincel. Polvilhe com as sementes de sésamo.
Servem-se quentes ou frias.

Para acompanhar servi com arroz basmati e uma salada mista com molho de iogurte.
Mas são uma excelente entrada. Podem optar por servir em paus de espetada, colocando três ou quarto gambas no pauzinho. 
Bom apetite!
Gambas com mel Comentários
  1. Gostei. Lá vou eu fazer nova incursão pelas prateleiras da Chineza. Gosto muito de lá ir e coscuvilhar tudo: trago sempre algo que desconhecia ou que andava à procura faz tempo e não encontrava em lado nenhum. A loja do restaurante Suribachi também é muito boa para este tipo de molhos. E claro, dá sempre para trazer um delicioso pão, ou até passar para almoçar/jantar 🙂

  2. Oh pá…. eu ja tinha comentado este post! Isto é o que dá comentar no trabalho!
    Quanto as esses molhos com nomes esquisitos, acredito que sejam uma mais valia, mas encontra-lo é complicado aqui! Mas de repente fui iluminada com outra ideia!!
    :)) Entretanto vou buscar uns pauzinhos e ja venho!
    Beijinhos

  3. Gosto, óptimo petisco!! Já tinha experimentado uma receita parecida com frango, aliás como sugeres, mas com gambas tb parece muito bom!! No outro dia cruzei-me com o teryaki no martim moniz, lembrei-me logo de ti! 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Nome *