Há sempre tempo para um café. {Terrine de Polvo}

Conhecem aquela sensação de que não cabe nem mais um bocadinho de tempo no vosso dia? Que têm mil coisas para fazer, mas que no fundo, no fundo, não sabem como vão encaixar no vosso dia completamente afogado? Pois essa é a minha sensação diária. Tem sido uma loucura tão grande a minha vida, tão cheia, tão afogada que às vezes esqueço-me de respirar.

Muitas vezes perguntam-me: como consegues fazer tudo? Honestamente não sei bem. Mas recordo-me de ter uma colega na primária (a Teresa, a Tété) que era a melhor aluna da turma e que fazia imensas actividades. Um dia perguntei-lhe: como é que consegues ter tempo para estudar? E ela disse-me: “Eu só tenho uma hora por dia para estudar e tem de ser aquela hora, por isso estudo mesmo durante aquela hora. É tudo uma questão de organização do meu dia.” Ora, na época pensei que eram tretas, que ela é que era mesmo muito especial (continuo a achar que ela é especial, eheheh) e que eu é que nunca conseguiria ser tão organizada como ela.

Mas a vida tem-me obrigado a ser diferente e realmente o nosso dia permite muito mais do que eu alguma vez imaginei. Ganhando ritmos, métodos e algumas rotinas consigo fazer tanta, mas tanta coisa! Nunca na minha vida imaginei ser capaz de ter uma empresa; uma empresa que hoje já conta com 7 colaboradores a tempo inteiro, duas filhas, tratar de uma casa, uma horta, galinhas, as roupas, os jantares, as festas de aniversário… e ainda ter tempo para ir ao ginásio.

E para os amigos? Há tempo para eles? Há pois, tem de haver, aos fins-de-semana, ao final do dia, em jantares ou algumas escapadelas durante a semana para ir jantar com os nossos amigos. Se falho? Imenso, todos os dias. O pior, e o que me faz sentir a pior pessoa do mundo é quando me esqueço algo relacionado com as minhas filhas, como noutro dia que me esqueci de comprar uma pomada especial para a Margarida… Mas tenho de saber relativizar, pois faz parte de uma cabeça cheia, cheíssima.

No fundo o nosso dia é muito como esta terrine de polvo. Olha-se para ela e parece que não cabe mais nada lá dentro. Mas se repararem bem cabiam ainda uns dentes de alho picados, mais uns grãos de pimenta e ainda um copo inteiro de água. Há sempre tempo e espaço para um café com um amigo! 😉

Esta terrine é uma excelente entrada. Fazem um brilharete se apresentarem esta receita aos vossos convidados. É deliciosa e muito simples de fazer.

TERRINE DE POLVO
(6 pessoas)

Ingredientes:

2kg de polvo
1 colher de sopa de pimentão doce
3 colheres de sopa de coentros picados
Para o molho
100ml de azeite
5 pés de coentros
1 colher de chá de café de flor de sal 1 colher de chá de pimentão doce
1 pitada de pimenta caiena

Preparação:

Coza o polvo em água até ficar bem tenro.
Remova da água, deixe arrefecer e tempere com o pimentão doce e os coentros.
Forre uma forma de 10cm com película aderente e disponha as pernas do polvo (cortadas com o mesmo tamanho) e a cabeça de forma alternada.
Tape os buracos que ficarem livres com os tentáculos.
Cubra com película aderente e coloque peso por cima do polvo.
Leve ao frigorífico para refrigerar durante a noite.
Para o molho, coloque todos os ingredientes num copo alto e triture com a varinha mágica.
Corte o polvo em fatias muito finas e sirva com o molho de azeite.

Há sempre tempo para um café. {Terrine de Polvo} Comentários
  1. ás vezes não há é tempo e espaço mental…
    eu esqueci-me de responder a um convite para uma festa de aniversário de uma colega do meu filho e o puto lá teve de faltar á festa. Senti-me a pior mãe do mundo a acabar assim com a vida social do rapaz, lol, e quem olhe de fora p a minha vida de certeza que acha q tenho imenso tempo livre em mãos, para chegar a tudo e a todos. Não tenho é tempo livre mental nenhum, e depois há coisas que ficam de fora da cabeça e a memória já não chega a tudo, sniff.
    Aos anos – mesmo aos anos – que não como polvo, aliás acho que a última vez que comi ainda estava eu grávida do rapaz e deu-me um súbito desejo de comer polvo ahahahah! Bom aspecto, esta terrine, fiquei com desejos e nem estou de esperanças.
    https://bloglairdutemps.blogspot.pt/

  2. que ideia fantástica. 🙂 vou experimentar este fim de semana. descobri o seu blog na semana passada através de uma pesquisa no google por pesto e fiquei rendida pelas receitas.. já agora experimentei o pesto de espinafres com pistachos e ficou excelente. espero que continue a publicar mais receitas para delicia dos seus seguidores 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *